EstereoEnsaios São Paulo

screen-shot-2016-11-11-at-18-49-24

A Witz Cultural realiza a produção do curta-metragem EstereoEnsaios São Paulo durante o ano de 2016 com apoio do PROAC.

Detalhes sobre o filme:

EstereoEnsaios SP será um filme de cerca de 15 minutos inspirado nos filmes “Berlim Sinfonia da Metrópole” (1927) de Walter Ruttman, “São Paulo Sinfonia da Metrópole” (1929) de Adalberto Kemeny e Rudolf Lustig, “Visões Paulistas” (1972) de Elie Politi e “O homem com uma câmera” (1929) de Dziga Vertov. EstereoEnsaios SP será filmado com tecnologia de câmeras 4K 3D (super-alta-definição e estereoscópica). O filme procurará explorar a linguagem do gigantismo da cidade por coerência com a tecnologia 4k que reflete mais de oito milhões de pixels por frame. O filme será feito apenas com um par de câmeras 5k (Red Epic) suportadas e posicionadas em um rig para produzir a estereoscopia. Desta forma, trabalharemos no limiar da tecnologia fílmica e, ao mesmo tempo, em condições muito parecidas com a dos pré-cinemas e/ou do Cinema Silencioso. A cidade de São Paulo propicia imagens com incontáveis “camadas” (níveis ou planos) com seus inúmeros edifícios, pessoas e carros. Estas camadas são essenciais para se explorar a linguagem 3D. A montagem deverá seguir o procedimento de módulos, já que tratamos de “ensaios” e que o roteiro permite rearranjos de seqüências e mesmo blocos temáticos. Um dos procedimentos estéticos do documentário será a montagem poética que privilegia os ritmos mais do que os significados. Não se pretende divulgar ideologicamente a cidade, mas trazê-la em relevo estereoscópico como o documento de uma época. O documentário será dividido em quatro “ensaios estereoscópicos” chamados de blocos narrativos.

Os ensaios serão os seguintes: [1] Fluxos – dedica-se ao estudo do movimento na grande metrópole, [2] Arquitetura – concentra-se no “design” da maior metrópole brasileira, [3] Pessoas – centra foco sobre o “elemento humano” na cidade e [4] Imagens – os aspectos imagéticos da grande metrópole, pontes, vistas aéreas dos prédios. Filme-ensaio: não é um documentário, nem uma ficção, nem um docudrama. Quase todos os filmes de referência são filmes-ensaios: objetos não identificados em termos de gênero cinematográfico. Com imagens documentais, mas sem compromisso documental, com imagens ficcionais, mas sem compromisso narrativo ficcional. O filme poderá ser visto por qualquer faixa etária em qualquer lugar do mundo por várias gerações. O filme procurará explorar a linguagem do gigantismo da cidade por coerência com a tecnologia 4k que reflete mais de oito milhões de pixels por frame. O filme será feito apenas com um par de câmeras 5k (Red Epic) suportadas e posicionadas em um rig para produzir a estereoscopia. Desta forma, trabalharemos no limiar da tecnologia fílmica e, ao mesmo tempo, em condições muito parecidas com a dos pré-cinemas e/ou do Cinema Silencioso.

A cidade de São Paulo propicia imagens com incontáveis “camadas” (níveis ou planos) com seus inúmeros edifícios, pessoas e carros. Estas camadas são essenciais para se explorar a linguagem 3D. A montagem deverá seguir o procedimento de módulos, já que tratamos de “ensaios” e que o roteiro permite rearranjos de seqüências e mesmo blocos temáticos. Um dos procedimentos estéticos do documentário será a montagem poética que privilegia os ritmos mais do que os significados. Não se pretende divulgar ideologicamente a cidade, mas trazê-la em relevo estereoscópico como o documento de uma época.

Contrapartida para a população Veiculação do filme gratuitamente por 1 ano na internet.

Objetivo geral

Produzir um documentário 4K 3D da cidade de São Paulo testemunhando um tempo por meio de uma nova tecnologia.

Objetivos específicos
✓ Revisitar formas, gêneros e tradições do Cinema Silencioso com “olhar” contemporâneo.
✓ Criar um retrato atual de São Paulo usando a mais alta tecnologia existente hoje.
✓ Fazer um comparativo do documentário “São Paulo Sinfonia da Metrópole“ um século depois.
✓ Permitir ao espectador apreciar, analisar e comprar os comportamentos de duas épocas distintas da mesma metrópole.
✓ Resgatar a memória paulistana e deixar um legado para as futuras gerações.

Ficha técnica:

Direção: Jane de Almeida

Roteiro: Alfredo Suppia e Jane de Almeida

Produção executiva: Cicero Silva

Fotografia: Patricia Gimenez

Câmera: Ivan Murilo

Estereógrafo: José da Silva Neto (Chiquinho)

Montagem: Luca Alverdi

Patrocínio: AES Eletropaulo

Apoio cultural: ELO3

logos_proac

Projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo,

Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural – 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s